Novas Impressões de África seguido de Como Escrevi Alguns dos Meus Livros

15.00 

de Raymond Roussel,

Tradução de Luiza Neto Jorge e Manuel João Gomes.
138 páginas
Vasco Santos Editor

Descrição

Se a linguagem fosse tão rica como o ser, seria o duplo inútil e mudo das coisas; não existiria. Mas, se não tivessem nome para serem nomeadas, as coisas ficariam no escuro.

Roussel experimentou esta lacuna iluminante da linguagem até à angústia, até à obsessão, se se quiser.

Michel Foucault

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Novas Impressões de África seguido de Como Escrevi Alguns dos Meus Livros”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.