Orientalismo

30.00 

de Edward W. Said,

ISBN: 9789727950706
Edição ou reimpressão: 04-2004
Editor: Cotovia
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 228 x 33 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 458
Tipo de Produto: Livro

REF: 9789727950706 Categoria: Etiquetas: , ,

Descrição

Como representamos outra cultura? O que é outra cultura? Será que a noção de uma cultura distinta (ou raça, ou religião, ou civilização) é útil, ou será que sempre se envolve em auto-satisfação (quando analisamos a nossa) ou em hostilidade e agressão (quando analisamos a ‘outra’)? As diferenças culturais, religiosas e raciais importam mais que as categorias sócio-económicas ou que as categorias político-históricas? Como é que as ideias chegam a adquirir autoridade, ‘normalidade’ e até mesmo o estatuto de verdades ‘naturais’? Qual é o papel do intelectual? Existe para dar validade à cultura e ao estado a que pertence? Que importância deve o intelectual atribuir a uma consciência crítica independente, a uma consciência crítica de oposição? Estas são algumas das questões que esta obra de referência universal procura elucidar.

CRÍTICAS DE IMPRENSA
“Não será exagero considerar ‘Orientalismo’, de Edward Said, um dos livros mais influentes do último quartel do século XX. Ele definiu (ou redefiniu) toda uma área de estudos e tornou-se citação obrigatória em tudo – seja uma exposição, uma tese de doutoramento, uma discussão pública – o que aflore o seu tema. Consiste este no modo como a Europa e depois a América têm olhado para os orientais, e em especial para os árabes.”
L.M. Faria, Expresso, Actual”O autor de Orientalismo, obra-prima editada em português 25 anos após a publicação original, nunca se sentiu bem em nenhuma cultura. Estava sempre em ‘minoria’: cristão numa sociedade muçulmana, árabe em escolas inglesas, palestiniano de cidadania americana. Morreu em 2003. Ganhou finalmente um lugar: na História.”
Publico, Mil Folhas

“Muito para além da ‘questão médio-oriental’, ‘Orientalismo’ foi, e é, uma janela capital para as questões da construção das identidades, do pós-colonislismo e do multiculturalismo, das dinâmicas culturais da globalização. É uma perspectiva imensa.”
Augusto M. Seabra, Público, Mil Folhas

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Orientalismo”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.